CONFIRA AS RESPOSTAS

Saber melhor o que acontece com seu corpo na transição para a menopausa e identificar em que fase do processo você está facilita a experiência dos sintomas e suas manifestações.

Perimenopausa é o termo médico usado para denominar a fase de transição que marca o fim da vida reprodutiva feminina. Ela é caracterizada por mudanças endócrinas, biológicas e clínicas, relacionadas com alterações hormonais e pela aproximação da última menstruação.

A variação é a marca registrada desse período.

1- A resposta correta é: a

Perimenopausa é o termo médico usado para denominar a fase de transição que marca o fim da vida reprodutiva feminina. Ela é caracterizada por mudanças endócrinas, biológicas e clínicas, relacionadas com alterações hormonais e pela aproximação da última menstruação. A variação é a marca registrada desse período. Para se ter idéia, uma pesquisa feita na década de 80, nos Estados Unidos, com 300 mulheres revelou mais de 100 padrões diferentes de irregularidade dos ciclos e do fluxo menstrual entre as entrevistadas.

2- A resposta correta é: d

Todas as alternativas são corretas. A irregularidade dos ciclos e do fluxo menstrual são os primeiros sinais do início da perimenopausa. Ela é geralmente acompanhada pelos sintomas pré-menstruais típicos como inchaço dos seios e retenção de água no corpo e por variações de humor -- irritação, nervosismo e depressão -- características da conhecida TPM. Esses sintomas pré-menstruais, aliás, são acentuados desde a entrada da mulher no climatério, período mais amplo da transição para a menopausa, que começa por volta dos 40 anos, com oscilações nos níveis de produção dos hormônios estrogêni pelos ovários. Ora eles produzem mais ora menos estradiol, como se chama o estrogênio ovariano, a partir dessa idade. Muitas mulheres já podem notar certo encurtamento do ciclo nesta idade, bem como os primeiros suores diurnos e noturnos, quando os níveis de estrôgenio diminuem. Ou podem apresentar ganho de peso, dores de cabeça e enxaquecas bem como fluxo menstrual anormalmente intenso, abundante, quando os níveis de estrogênios aumentam.

3- A resposta correta é: a

Ciclos imprevisíveis, muito curtos ou muito longos, intercalados por ausência da menstruação dão início à perimenopausa. De fato a irregularidade dos ciclos pode variar de um mês a três meses ou entre mês sim outro não, dependendo de cada mulher, mas dizer que eles se tornam imprevisíveis é mais correto porque contempla outras possíveis variações.. A menstruação abundante, entretanto, não é típica dessa fase e sim do final da perimenopausa.

4- A resposta correta é: a

É de 50% a chance de uma mulher ovular durante a perimenopausa se reduz pela metade. A tendência é o desaparecimento de folículos ovarianos se acentuar a partir de 35 anos e se reduzir mais ainda a partir dos 45 anos.

5- A resposta correta é: d

As mulheres em idade de perimenopausa tendem a ser mais sintomáticas não só em relação a manifestações vasomotoras mas às variações do humor e a desconfortos físicos, em particular os de origem gástrica e as dores musculares e articulares.

6- A resposta correta é: a

O período considerado como tempo médio da perimenopaus é contado do início das irregularidades menstruais até o final do primeiro ano após a última menstruação. A duração da transição pode se estender em alguns casos a seis ou oito anos.

7- A resposta correta é: a

Essa é a idade média de entrada na perimenopausa das brasileiras. O estilo de vida bem como o patrimônio genético de cada mulher influi, particularmente, na definição para mais ou menos em relação a essa média de idade.

8- A resposta correta é: d

De fato, a perimenopausa pode ser antecipada em dois a três anos dependendo de fatores como o hábito do tabagismo, ausência de gravidez ao longo da vida e transtornos depressivos, por razões diferentes. O cigarro causa o envelhecimento precoce dos ovários e a ausência de gravidez leva ao esgotamento antecipado dos folículos ovarianos. A depressão grave pode antecipar a menopausa ao interferir no equilíbrio da produção dos hormônios estrogênios.

9- A resposta correta é: a

Levar em conta a idade de menopausa da mãe ou, caso exista, de uma irmã mais velha pode servir como referência sobre a idade aproximada de menopausa de uma mulher, mas apenas como referência, uma vez que cada organismo experimenta esse processo de forma particular e de acordo com outras variáveis como o estilo de vida e a herança genética pessoal.

10- A resposta correta é: a

Períodos longos sem menstruação intercalados por menorragia - menstruação extremamente abundante. A irregularidade dos ciclos menstruais, com menstruação abundante é marca registrada da aproximação da menopausa. As mulheres que sentem particularmente a intensidade das ondas de calor e os suores noturnos são capazes, ainda, de prever a chegada da menstruação com base nesses sintomas. O fluxo menstrual abundante pode indicar a ausência de produção da progesterona, além da anovulação, como também pode ser indício do espessamento do endométrio, comum nessa fase.

11- A resposta correta é: a

Manifestações intensas e frequentes de origem vasomotora -- ondas de calores e suores -- e sensação de fadiga; Algumas mulheres que sentiram os sintomas vasomotores mais cedo, durante o meio da perimenopausa, no entanto, podem se ver livres deles agora. Outras, ainda sentem os sintomas pré-menstruais e as cólicas, mesmo com menos frequência e sem a manifestação do fluxo menstrual. Mas diminuem, de fato, os efeitos como o inchaço dos seios e as variações do humor.

12- A resposta correta é: c

O parâmetro foi estabelecido com base na experiência clínica e é adotado pela Organização Mundial de Saúde.

13- A resposta correta é: d

Mas essas manifestações intensas e frequentes dos sintomas como ondas de calor e suores, além da secura vaginal podem ou não ser acompanhada de risco maior para desenvolver osteoporose e doenças cardiovasculares, dependendo da saúde de cada mulher.

Perimenopausa é o termo médico usado para denominar a fase de transição que marca o fim da vida reprodutiva feminina. Ela é caracterizada por mudanças endócrinas, biológicas e clínicas, relacionadas com alterações hormonais e pela aproximação da última menstruação.