Mudanças Hormonais - Climatério
Hormônios em desequilíbrio
A palavra climatério significa fase crítica e dá nome a um período realmente conturbado da vida da mulher, que começa por volta dos 40 anos, quando o processo que regula a produção dos hormônios femin
Climatério
 
Os sintomas que marcam a entrada no climatério são semelhantes aos de uma TPM, só que acentuada e prolongada. A sensação de inchaço no corpo e mamas, as dores fortes de cabeça ou enxaquecas, as alterações de humor (nervosismo, irritação, tristeza profunda e mesmo depressão) podem se manifestar ao longo de até quinze dias antes da menstruação. Do meio para o fim do climatério é comum, ainda, a irregularidade nos ciclos e a variação do fluxo menstrual.

Esta fase que antecede o fim da menstruação é denominado pela Organização Mundial de Saúde como perimenopausa -- termo de origem grega. O prefixo peri, da palavra, significa em torno de. O que acontece com o corpo feminino em torno da menopausa tem a ver com o desequilíbrio na produção dos hormônios estrogênio e progesterona pelos ovários. O período de maior desconforto, caracterizado pelos sintomas clássicos de ondas de calor, suores noturnos, insônia, sensação de fadiga, começa por volta dos 45 aos 47 anos e se estende até dois a três anos após a última menstruação, considerando a média das mulheres. A experiência dos sintomas e a duração do climatério varia em cada mulher, mas estudos mostram que a maioria vivencia uma variedade comum de sintomas. 
 
Os ovários começam a falhar
 
Para entender os mecanismos responsáveis pelo desequilíbrio hormonal na perimenopausa, vale lembrar que nós, mulheres, já nascemos com a reserva de óvulos que iremos usar durante a vida. Chegamos ao mundo com um suprimento aparentemente exagerado de 2 milhões de folículos, mas entramos na puberdade com apenas 400 mil.O processo pelo qual desaparecem mais de dois terços do imenso estoque original antes da menarca, época da primeira menstruação, não é bem conhecido pela ciência. A atresia folicular, termo técnico que significa, literalmente, estreitamento de órgão oco, e que designa o fenômeno da redução do número de folículos e óvulos `a nossa disposição na fase reprodutiva, faz parte da natureza dos ovários.
 
E mais: no máximo 450 desses 400 mil óvulos restantes na reserva ovariana serão amadurecidos e liberados pelas mulheres, nas  ovulações mensais, até a idade da menopausa e da ultima menstruação, quando, provavelmente, não terão nenhum óvulo a mais em seus folículos para continuar sua história reprodutiva. Não é de uma hora para a outra que acontece tal redução folicular definitiva. 
 
O processo de desaparecimento dos folículos ovarianos começa a partir dos 35 anos e torna-se crônico depois dos 45, quando a chamada atresia dá origem a ciclos menstruais anovulatórios (sem produção de óvulos). A falha na ovulação desencadeia  desequilíbrio na produção hormonal, com queda nos níveis de progesterona e flutuações dos níveis de estrogênios no organismo feminino. Os picos de alta e baixa produção hormonal dominam a cena e estão durante o climatério.

_______________________________________________________________
A palavra climatério significa fase crítica e dá nome a um período caracterizado por desequilíbrio na produção dos hormônios femininos. Vários sintomas marcam a entrada no climatério, como sensação de inchaço no corpo e mamas, dores fortes de cabeça e alterações de humor, além de irregularidade menstruais.
 
Climatério, desequilíbrio hormonal, perimenopausa, irregularidades menstruais, variação nos ciclos, sintomas, dores, enxaquecas,